Leia mais: http://www.dedodeouro.net/2007/12/colocar-o-titulo-do-post-antes-do-nome-do-blog.html#ixzz1YteLcrA5

Páginas

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

A vida


Com Mário Quintana nas nossas reflexões de fim de ano...

A vida são deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas.
Quando se vê, já é sexta-feira.
Quando se vê, já terminou o ano.
Quando se vê, passaram-se 50 anos...
Agora, é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada inútil das horas.
Dessa forma eu digo: não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo.
A única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais...

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

terça-feira, 21 de novembro de 2006

Multiidade: turmas heterogêneas (II)


(Completando o post de ontem.)
No nosso III Seminário de Formação Permanente apresentamos algumas reflexões a cerca do nosso trabalho com turmas multiidade (crianças de 3, 4 e 5 anos juntas numa turma de pré-escola). São sínteses da avaliação que fizemos do primeiro semestre deste ano. Amanhã faremos a avaliação do segundo semestre.

  • Destaca-se a importância dos procedimentos, dos modos de fazer da professora, a orientação, o seu papel de mediadora nos processos de construção do conhecimento e do desenvolvimento infantil.

  • Favorecimento do desenvolvimento das crianças de um modo geral, evidenciando, assim, a importância e o papel que tem a imitação no desenvolvimento infantil, conforme proclama Vygotsky.
  • Adaptação surpreendente das crianças de três anos; muito menos crianças chorando, os maiores participaram ativamente desse processo de adaptação.
  • As crianças menores têm maior tempo de concentração em comparação quando elas estavam em turmas homogêneas. Isso foi observado na sala de leitura e confirmado pelas outras professoras. É uma evidência muito interessante que se contrapõe a um tradicional ensinamento da psicologia infantil.
  • Destaca-se a importância da assiduidade da criança no processo de desenvolvimento, fazendo-­nos pensar na possibilidade do estabelecimento de um termo de compromisso por parte dos responsáveis.
  • Organização das turmas pode se aproximar da organização da escola em projetos, a exemplo das escolas italianas e da Escola da Ponte, o que implica numa outra organização da administrativa, funcional e pedagógica da escola.

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Multiidade: turmas heterogêneas (I)


No nosso III Seminário de Formação Permanente apresentamos algumas reflexões a cerca do nosso trabalho com turmas multiidade (crianças de 3, 4 e 5 anos juntas numa turma de pré-escola). São sínteses da avaliação que fizemos do primeiro semestre deste ano. Amanhã faremos a avaliação do segundo semestre.

  • Interação - a troca entre as crianças é grande, maior que nas turmas homogêneas.
  • Todas as professoras planejam juntas, trazendo uma grande vantagem: há mais trocas entre as professoras.
  • Conseguimos organizar a formação de dois grupos de estudo em cada turno, que se reúnem, alternadamente, duas vezes por mês.
  • Quem vai acompanhar a turma no ano seguinte? A mesma professora, já que a mediação e a interação são elementos constituintes das relações entre a professora, as crianças e o conhecimento de uma natureza toda própria?

  • Evidencia-se a necessidade de termos professoras comprometidas com o projeto da escola, como bem já nos disse também o professor José Pacheco. Escolher uma escola para nela trabalhar é escolher o seu projeto coletivo de trabalho político­ pedagógico com todas as implicações administrativas e funcionais tanto entre a escola e a unidade administrativa central como entre a escola e seus funcionários.
  • É preciso pensar a respeito do número de alunos por turma que tanto respeite e possibilite a boa qualidade do trabalho como atenda às necessidades da comunidade.

(Continua amanhã.)

sexta-feira, 17 de novembro de 2006

Temas e assuntos


Quanto às sugestões de temas e assuntos para o próximo seminário, eis algumas idéias:

  • "Letra cursiva na educação infantil";
  • "Arte na educação infantil";
  • "Oficinas sobre atividades com sucata, raciocínio lógico, desenvolvimento da linguagem";
  • "Como acontece o incentivo à escrita e leitura no 6o. ano, uma vez que os alunos do 4o. ano estão juntos, ou seja, como são apresentadas as letrinhas e outros afins?";
  • "Conceitos-chave de Vigotsky, Bakhtin e Benjamin";
  • "Adaptação do currículo para turmas multiidade";
  • "O resultado, do ponto de vista das crianças, do trabalho realizado com multiidades";
  • "A formação do educador infantil";
  • "Currículo - práticas que rompam com o tradicionalismo (avaliação, construção da escrita etc.)";
  • "Letramento na educação infantil".

quinta-feira, 16 de novembro de 2006

Avaliações


Algumas opiniões a respeito do seminário...
  • "Excelente organização. Parabéns! É muito importante poder confirmar através do espaço físico da escola os depoimentos da proposta da Unidade Escolar."

  • "Que os horários sejam respeitados para melhor aproveitamento dos participantes."

  • "Poderiam organizar uma lista com as referências bibliográficas para aprofundamento."

  • "Achamos as apresentações ricas em conhecimento teórico e em experiências que nos ajudam na nossa prática docente."

  • "Os temas abordados foram tratados de forma a priorizar a reflexão-formação-ação, estando eles de forma clara e de acordo com a proposta do seminário."
.....

terça-feira, 3 de outubro de 2006

Alguns números...


Farei alguns posts sobre o nosso seminário. Começarei pela contabilidade...
  • 126 professores participaram desse momento de formação permanente;
  • 88 desses professores, durante o dia todo;
  • 26, somente no turno da manhã;
  • 12, no turno da tarde.
              

Muito bom, não é? É o III Seminário de Formação Permanente, mas é o primeiro aberto a outras escolas e outros profissionais!
Agora vou trabalhar com as avaliações feitas pelos participantes.

terça-feira, 12 de setembro de 2006

Cinco estrelas!!!


Gente, nosso blog recebeu cinco estrelas na avaliação da Marcela, da equipe do Blogando - o seu site de avaliações!!!
Estamos contentes!!!

segunda-feira, 4 de setembro de 2006

Inscrições para o seminário


A quantidade de incrições para o nosso seminário surpreendeu a todas nós! Já são mais de 130 pessoas!!!!
Estamos muito contentes, mas precisaremos limitar o número de participantes!
Será que isso significa que no próximo ano teremos que realizar o seminário em outro lugar e não na nossa escola?

terça-feira, 8 de agosto de 2006

Seminário sobre multiidade


III Seminário de Formação Permanente da Umeirac

Multiidade na educação infantil

20 de setembro de 2006
Unidade Municipal de Educação Infantil Rosalina de Araújo Costa

Programação

8h-8h30 - Acolhida
8h30-9h - Abertura

9h - A multiidade no Rosalina
Profa. Maria Inês Barreto Netto

9h30 - Palestra
Brincadeira, cultura e conhecimento
Profa. Dra. Angela Meyer Borba
Universidade Federal Fluminense

10h30 - Palestra
Educação Infantil: as crianças e o conhecimento
Profa. Dra. Patrícia Corsino
Universidade Federal do Rio de Janeiro/Pontifícia Universidade Católica

Debate

12h30-13h30 - Almoço

13h30-15h - Apresentação de pôsteres e comunicações coordenadas

15h - Palestra
Alfabetização e letramento na educação infantil
Profa. Dra. Cecília Maria Aldigueri Goulart
Universidade Federal Fluminense

Debate

17h - Encerramento

-- A inscrição para participação e/ou apresentação de trabalhos poderá ser feita pelo telefone 2720-1441 ou 3714-2094 ou enviando um e-mail para o endereço mibnetto@terra.com.br com os seguintes dados:
Nome, endereço completo, telefone, escola em que trabalha e função.
-- Caso você queira inscrever um pôster e/ou comunicação oral, indicando um dos dois, acrescente o título do trabalho, nome(s) do(s) autor(es) e resumo de até 20 linhas.

-- O certificado será entregue no dia do seminário.
-- Há a possibilidade dos trabalhos serem publicados na íntegra, em parceria com a FME.
-- Entregar texto completo, com até 10 páginas, no dia do seminário (uma cópia impressa e em disquete).
-- O resumo e o texto devem ser digitados em Times New Roman, tamanho 12.
-- As inscrições de trabalhos terminam no dia 31 de agosto.

domingo, 6 de agosto de 2006

Etapa 12 do recorte e linguagem


Etapa 12: Formas geométricas..............................................5 dias

Esta é uma etapa com procedimentos bastante complexos e interessantes. Ela é muito rica, com muitas possibilidades de ações cognitivas pelas crianças. As crianças gostam muito!

Nesta etapa, partindo de tiras de papel, serão construídos retângulos, quadrados, triângulos, trapézio e hexágono, que poderão ser usados individualmente, à medida que forem sendo construídos, ou guardados e usados no fim na composição de uma cena coletiva que pode ser planejada pelos alunos.



Veja a descrição dos procedimentos no Complementos do EntreTextos.

sexta-feira, 4 de agosto de 2006

Etapa 11 do recorte e linguagem


Etapa 11: Franjas em tiras de papel ......................................2 dias



Veja a descrição dos procedimentos no Complementos do EntreTextos.

Etapa 10 do recorte e linguagem


Etapa 10: Franja ao redor da folha..........................................1 dia

Aqui os alunos deverão cortar franjas em linha e sem desenho, ao redor da folha de papel usando a tesoura. Para isso, a professora deverá novamente falar do uso correto da tesoura, lembrando que para a pressão ideal, as crianças deverão usar os dedos polegar e médio para abrir e fechá-la.

Veja a descrição dos procedimentos no Complementos do EntreTextos.

quinta-feira, 3 de agosto de 2006

Etapa 9 do recorte e linguagem


Agora começam as etapas da fase 2, as etapas do recorte com a tesoura

Etapa 9: Cortar sem material......................................................1 dia

Veja a descrição dos procedimentos no Complementos do EntreTextos.

quarta-feira, 2 de agosto de 2006

III Seminário


Marcamos nosso seminário! Será no dia 20 de setembro.
Já é nosso terceiro seminário de formação permanente... e neste ano será aberto a quem desejar compartilhar conosco esse dia de reflexão e novos aprendizados. Virão três professoras de duas universidades conversar conosco.
Ah! E apresentação de trabalhos em pôster também são bem-vindos!!!
Por esses dias divulgarei os modos de realização das inscrições.

Seminário sobre multiidade e suas implicações pedagógicas

terça-feira, 1 de agosto de 2006

Gilles Brougère


Esse pesquisador francês já esteve na universidade daqui. Ele conversou conosco a respeito das brincadeiras na e da infância! Foi muito interessante! Encontrei essa entrevista com ele. Basta clicar no link.

"Nos Pokémons, há uma relação com o conhecimento muito complexa, que poderia ser interessante para um educador conhecer. (...) Um projeto educacional pode partir do interesse da criança, se apoiar na cultura infantil, para ir além."

"O interesse de estudar os Pokémons é para demonstrar que, às vezes, as crianças têm competências extraordinárias para aprender."

segunda-feira, 31 de julho de 2006

Programas livres para o computador


Por meio do blog Idearios.com.br descobri essa lista de softwares na educação. São 43 itens. Tem um relacionado pra educação infantil.

Bom semestre de trabalho para todos nós!!!

quinta-feira, 20 de julho de 2006

EntreTextos: jornal da nossa escola


Olha aí mais um número do jornal da nossa escola! Todas as famílias dos nossos alunos recebem um exemplar.

Clique na imagem para ampliá-la.

..................

quarta-feira, 19 de julho de 2006

Avaliação parcial da multiidade


Fizemos a avaliação do primeiro semestre no novo projeto da multiidade. Foi um ótimo dia de trabalho! Aí embaixo tem instantâneos dos momentos de reflexão nos dois turnos de funcionamento da escola.

No turno da manhã

No turno da tarde

Duas professoras que não trabalham conosco, mas que conhecem um pouco sobre o nosso processo de trabalho, foram observadoras do nosso dia de avaliação. Além disso, quatro professoras da Secretaria de Municipal de Educação estiveram presentes no turno da tarde.

Gravamos as discussões e agora estamos preparando o relatório parcial.

terça-feira, 11 de julho de 2006

Letra cursiva na pré-escola?


Hoje eu vi algo que me surpreendeu muito, mas muito mesmo! Alguém pedia letras cursivas perfeitas para trabalhar na pré-escola. A pessoa pedia esses arquivos de fonte que estão no computador. E mais de trinta pessoas responderam sugerindo fontes, pedindo que enviassem pra elas também...

O que fazemos com Bakthin, Vygotsky, entre outros, heim?!
Será que uma olhadinha no dicionário não seria um começo pra fazer pensar?!

De acordo com o dicionário, “cursivo é forma de letra manuscrita, miúda e ligeira; adj. que a pena faz correndo‚ pelo papel, letra cursiva; escrita cursiva; ligeiro, executado sem esforço.”

Como, então, exigir que uma criança escreva cursivamente na pré-escola???!!!

Afinal, domamos o aluno ou o aluno domina a escrita?

sábado, 8 de julho de 2006

sexta-feira, 7 de julho de 2006

terça-feira, 4 de julho de 2006

sábado, 17 de junho de 2006

Saberes docentes


Textos a respeito do saber-fazer dos professores...

Saber educativo e culturas profissionais – contributos para uma construção-desconstrução epistemológica
Maria do Céu Roldão

Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira
Célia Maria Fernandes Nunes

segunda-feira, 29 de maio de 2006

Multiidade no Estado do Rio?


Nossa... como está complicado encontrar texto escrito sobre a organização de um trabalho pedagógico com turmas heterogêneas na educação infantil (a multiidade)!!!

E ainda não encontramos escolas públicas aqui no Estado do Rio que também estejam trabalhando com turmas multiidade! Nem a de Duque de Caxias conseguimos localizar (ainda)!!!

terça-feira, 16 de maio de 2006

Multiidade: primeiras impressões


Renata dos Santos Melro

Crianças de três, quatro e cinco anos juntas?
É, essa pergunta passou pela cabeça de muita gente, preocupando pais e professoras. Como crianças de idades diferentes poderiam conviver, fazer atividades, enfim, aprender e crescer na mesma sala de aula? Será que as maiores não vão regredir e as menores ficar perdidas?
Já nos primeiros dias começamos a notar a diferença. Menos crianças pequenas chorando e as maiores acolhiam e cuidavam das menores.
No parque, os pequenos de três anos passaram a ser os filhos cobiçadíssimos pelos pais de quatro e cinco anos. Era colo, papá, castigo... Aos poucos também se tornavam pais, tios e constantemente passaram a trocar de papéis.
Na sala de aula, as atividades ocorriam e vêm ocorrendo de forma bastante natural, já que nós professoras estamos cientes de que as respostas dos alunos são diferentes, levando-se em consideração suas vivências e, portanto, o desenvolvimento de cada um. Regressão de crianças maiores? Muito pelo contrário! Ao ajudarem os menores, elas passam a rever conceitos e idéias e as transmitem para os menores de maneira pensada e bem mais elaborada.
E quem diria que, além de as crianças de cinco anos, os pequenos também iriam ensinar? Isso também tem acontecido muito nas salas de aula.
É claro que problemas e dúvidas irão continuar ocorrendo e é por esta razão que professoras e equipe técnico-pedagógica estão constantemente registrando acontecimentos e impressões do grupo com o qual estão trabalhando. Além disso, nas nossas reuniões de estudo e planejamento, trocamos idéias, experiências, opiniões e principalmente estudamos sobre esse momento tão novo para nós.
Parabéns para nós que apostamos nessa experiência!

sábado, 13 de maio de 2006

Seminário sobre multiidade e suas implicações pedagógicas


O nosso seminário de formação permanente - em sua terceira edição - vai tratar dessa temática: a organização das turmas de educação infantil não mais pelo critério da seriação por idades.
Está parecendo que esse é um assunto pouco debatido e/ou pesquisado em educação infantil. Pelo menos, sob a forma de texto escrito... Estamos buscando referências...
Soubemos que tem uma escola municipal em Duque de Caxias que também trabalha com crianças de idades diferentes na mesma turma, além de algumas escolas particulares no Rio de Janeiro, por exemplo.
Já estamos começando a estabelecer alguns contatos com vistas à organização do seminário...

terça-feira, 9 de maio de 2006

Multiidade!!! E agora?


Como seria o trabalho na educação infantil com crianças de idades diferentes na mesma turma?
Quais as implicações em relação ao currículo, à formação docente, ao papel e à função de uma instituição escolar para crianças de três, quatro e cinco anos que não organiza suas turmas pelo critério da idade?
Ou seja, o que muda quando uma professora e suas crianças de idades diferentes estão juntas realizando ações educativas?
São estas as modificações que resolvemos enfrentar a partir deste ano.
Estamos concordando com as pessoas que chamam este critério de organização das turmas de multiidade. Outras usam agrupada...
Temos muito que estudar, observar, analisar, registrar, pensar, trocar experiências e saberes com quem já trabalha com essa organização de turma e reflete a partir dela...
O processo de reformulação do nosso saber-fazer pedagógico na educação infantil está em outro rico momento de desafios e elaborações!